quinta-feira, 6 de outubro de 2011

A unidade de todas as coisas - Schopenhauer


"Quando você chega a uma certa idade e olha para sua vida passada parece que ela teve uma ordem. Parece que ela foi composta por alguém. E esses acontecimentos, que quando ocorreram pareciam apenas acidentais e ocasionais, se revelam como elementos principais em um enredo consistente. 

Quem compôs esse enredo? 

Da mesma forma que os seus sonhos são compostos por um aspecto de você mesmo, do qual sua consciência não está consciente, inconscientemente toda a sua vida também foi elaborada pela vontade dentro de você. 

Da mesma maneira que as pessoas que você encontrou por acaso se tornaram agentes efetivos na estruturação da sua vida, você também foi um agente na estruturação de outras vidas. E tudo isso se encaixa como uma grande sinfonia, cada coisa influenciando e estruturando as outras. 

É como se as nossas vidas fossem um sonho sonhado por uma só pessoa onde todos os personagens também estão sonhando e assim cada coisa se liga a todas as outras coisas, impulsionadas pela vontade da natureza."

Arthur Schopenhauer
citado por Joseph Campbell no vídeo “O poder do mito”.

Nenhum comentário: